O Blog Mundo de Cão recomenda a todos os seus leitores e amigos a Escola de Treino Canino It’s All About Dogs .

A It’s All About Dogs tem as suas instalações em Santa Maria da Feira mas oferece os seus serviços ao domicilio no Porto, Matosinhos, Vila Nova de Gaia, Espinho, Ovar, Santa Maria de Feira, São João da Madeira e arredores.

Para mais informações consulte o site da escola www.itsallaboutdogs.org e a sua pagina no Facebook 

Bons Treinos

O que é o Clicker ?

O Clicker “clássico” é um pequeno instrumento em plástico com uma patilha em metal que quando pressionado emite um som. Este som assemelha-se a um click que é emitido sempre na mesma intensidade.

Hoje em dia apesar de menos usados já existem clickers electrónicos que emitem diversos tipos de sons, clickers que permitem regular a intensidade do click, trelas com clickers na pega, target sticks com clicker e por ai fora, todos eles inspirados no clicker clássico e têm basicamente a mesma função.

Para que serve o Clicker ?

O Clicker serve para marcar-mos comportamentos com precisão, ou seja, ao clickar-mos estamos a dizer ao cão: é exactamente isso que eu quero que tu faças.

Em pratica vamos pressionar a patilha metálica do clicker sempre que o cão efectue um comportamento que nos agrade e que queiramos ver repetido. Este som vai marcar um comportamento específico e nós vamos reforçar esse comportamento com uma recompensa que pode ir desde um pedaço de comida, atirar uma bola, um jogo de “tug” até a um passeio no exterior.

Com o clicker conseguimos comunicar de forma clara e eficaz com o cão e determinar com uma grande precisão qual o comportamento que vai ser recompensado.

O Clicker é muitas vezes confundido como algo que substitui a recompensa ou algo que serve para motivar o cão.

O Clicker nunca substitui a recompensa, sempre que pressionamos a patilha do clicker temos que recompensar o cão, se não o fizermos estamos a retirar significado ao clicker, ou seja, o som do clicker vai deixar de significar “é exactamente isso que eu quero que tu faças e por isso vais ser recompensado” para nada, para o cão ouvir o clicker vai ser o mesmo que ouvir um som qualquer sem significado nenhum.

O Clicker não serve para motivar o cão, o que motiva o cão é o tipo de treino que o uso do clicker proporciona.

Walt Disney vs B.F.Skinner

Março 14, 2010

“Um cão foi castigado sempre que foi apanhado a roer a mobília, Agora o cão evita roer a mobília quando o dono está em casa mas torna-se destrutivo quando esta só. Quando o dono chega a casa e vê os estragos, o cão encolhe-se, põem as orelhas para traz e a cabeça para baixo.

Visão do Walt Disney:

O cão aprendeu que por causa dos castigos que roer a mobília é errado. O cão não gosta de ficar sozinho em casa, e para se vingar do dono, roí a mobília quando este o deixa. Por outras palavras ele deliberadamente faz algo que sabe que é errado. Quando o dono chega a casa o cão sente-se culpado pelo que fez.

Visão de B.F.Skinner:

O cão aprende que roer a mobília é perigoso quando o dono está por presente mas seguro quando o dono está ausente. O cão fica ansioso quando deixado só e sente-se melhor quando roí. Também o ajuda a passar o tempo. Mais tarde, quando o dono chega a casa, o cão envia sinais de apaziguamento numa tentativa de evitar o tratamento duro e punitivo que ele aprendeu que acontece quando o dono chega a casa. Á chegada do dono a casa tornou-se um sinal. O cão sabe que vai ser castigado, mas não sabe porque.

Não à duvida que a segunda visão é a correcta. A questão não é mais qual das interpretações é a verdadeira mas sim porque é que ainda existem pessoas que discutem esta questão.”

“The Culture Clash” 1996 Jean Donaldson

Não tenho muito a acrescentar sobre este assunto senão recomendar a todos os donos de cães a leitura deste livro.

Bons Treinos

Reflexões !

Janeiro 15, 2010

Quando chega a hora de ensinarmos os nossos cães e fazerem as necessidades no local correcto todos dizemos para usar métodos positivos e nunca castigar o cão se ele de descuidar, ou seja recompensar sempre que ele faz no local correcto, ignorar quando não o faz e de uma forma natural passar este reforço a intermitente ate desaparecer por completo.


A maior parte de nos ensinou assim o nosso cão mas sem se preocupar com todos estes termos. Ensinamos o nosso cão a fazer as necessidades no local correcto desta forma porque sabemos que é a maneira correcta de ensinar e sabemos que é assim que os cães aprendem.

Mas … e se em vez de estarmos a falar das necessidades no local correcto estivermos a falar de um senta, um deita ou um chamamento ?

Ai já começa a conversa do costume … o método positivo não funciona, vamos ter que andar de salsicha na mão para o cão vir ao chamamento, quando não tivermos comida na mão ele não vai obedecer, o cão passado pouco tempo vai se esquecer dos comandos … etc, etc, etc

Será que isto faz sentido ??

– Tem que levar comida na mão para o seu cão fazer as necessidades no local correcto?

– Ele esquece-se de qual o local correcto passado algum tempo?

– Ele por vezes não obedece? (atenção que as vezes que deixa o seu cão sozinho mais de 12 horas e ele faz no tapete não contam)

– Foi assim tão difícil fazer desaparecer a recompensa?

– Será isto do reforço intermitente tão complicado como se diz?

Cumprimentos e bons cliques !

Socialização !

Setembro 12, 2009

Como socializar cachorros a diferentes sons sem sair de casa ?

Aqui fica um excelente vídeo do meu amigo Carlos Costa e a sua Golden Retriever de 12 semanas a ser socializada a diferentes sons sem sair de casa.

Excelente trabalho Carlos ! Parabéns !

Agility : Obstaculos !!

Setembro 2, 2009

Depois de um fim-de-semana em que finalmente pus a preguiça de parte eis os resultados:

agility

– 1 salto de altura regulável
– 4 varas de weave
– Tábua de treino de contactos já cortada e com os contactos pintados

Pronto Joel ! Agora não temos desculpa para não treinar !

Nos passados dias 25 e 26 de Julho a Escola It’s All About Dogs e a APDASC www.apdasc.com organizam pela primeira vez um seminário de técnicas de treino caninas em Cucujães.

Este seminário teve como principal intuito o ensino das técnicas de clicker e métodos de treino positivos.

O primeiro dia foi totalmente teórico onde se pode aprender técnicas de treino positivas e compara-las com as técnicas de treino tradicionais, o segundo dia foi a vez de por o que aprendemos em pratica.

Aqui ficam algumas fotos do evento.

Safira_Weave
Joel_Heel
Marta_Senta

Nota mais para a Marta, uma cadela resgatada por nós da rua em péssimo estado à alguns meses praticamente sem treino nenhum que se portou-se de forma exemplar com alguns dos participantes no seminário que não levaram cão no segundo dia.

Seminario
Espero que todos se tenho divertido tanto como nós.