Vai de Recto!

Fevereiro 20, 2010

Quando vamos passear os nossos cães, por vezes assistimos a coisas estranhíssimas.


Um dia destes estava a passear com a bicharada num descampado aqui perto e comecei a ouvir uma voz tenebrosa a berrar: “vai de recto”, “vai de recto”.

Acelerei o passo em direcção ao carro mas a voz cada vez mais perto continuava a fazer-se ouvir: “vai de recto”, “vai de recto”.

Quando finalmente consegui perceber o que se estava a passar … e consegui segurar os cães… reparei que…

Era apenas um “individuo” a conduzir o seu rebanho de um ponto para o outro pelo meio do descampado!!!

Á coisas estranhíssimas não á?

Anúncios

A tentar largar a preguiça !

Dezembro 13, 2009

Não é que a tenha largado de vez … mas larguei-a uns minutinhos xD

O resultado foi um cabeçalho novo para o “Chamara-me Safira” e algumas fotos do Joel editadas…


Agora vou jantar para ver se tenho força para atirar umas bolas ao Joel.

Bons Treinos e nada de preguiça !!

De volta ao trabalho

Maio 19, 2009

De volta ao trabalho

Depois de umas merecidas férias chegou a altura de voltar ao trabalho. Durante estas semanas ouve pouco treino e muita diversão.

3542981637_b2c48fa42e_o
3543790340_2c4bff42ea_o

Cumprimentos a todos e bons treinos

P.S. Estou a precisar de mais ferias 🙂

Aqui há Selo 2009

Abril 8, 2009

A Safira pediu para participar no “Aqui Há Selo 2009” e apoiar os animais que como ela foram abandonados.

Apoiem esta causa, votem no selo que mais gostarem dentro do tema animais abandonados.

Ela agradece!

Aqui há Selo

(clique na imagem para participar)

Introdução ao Salta

Março 7, 2009

Pequeno video de introdução do comando “salta”com a Safira.

Reparem que a recompensa é a bola e não comida. Treino positivo não quer dizer que precisamos de comida para tudo mas sim que reforçamos de forma positiva os comportamentos que queremos com algo que o cão deseje.

Grande Safira !

A historia da Safira !

Março 3, 2009

untitled1
Uma Historia de esperança, de união e de resistência.

Não perca na revista Cães & Companhia de Março disponível na papelaria mais próxima 🙂

A pouco mais de 1 mês adoptamos uma cadela “potencialmente perigosa” chamada Safira.

img_7003
A Safira é uma cadela extremamente calma e sociável tanto com outros cães como com pessoas mas devido a esta lei preconceituosa temos sido alvos dos mais diversos tipos de preconceito por parte de outras pessoas.

Todos os dias somos alvos de olhares reprovadores por parte de pessoas que se cruzam connosco na rua, pessoas que nos olham de alto a baixo com desdém, pessoas que pegam nos filhos ao colo quando nos vem chegando mesmo ao ponto de irem para o meio da estrada colocando-se a elas em perigo só para não passarem junto do nosso cão. Pessoas que não entram no elevador se nós lá estivermos ou que dão berros de “terror” quando abrem a porta do elevador e nos vêem.

Tivemos mesmo uma dona de um cão que por sinal estava solto e num estado de saúde tão grave que o pobre bicho mal podia andar que nos abordou dizendo que o nosso companheiro era um Pit Bull, um daqueles cães maus mas mesmo muito maus.

Mas será que este tipo de atitudes tem alguma razão de ser?

Faz algum sentido as pessoas fugirem do nosso cão que vai a caminhar ao nosso lado sem puxar na trela e sem demonstrar qualquer sinal de agressão ignorando mesmo os outros cães e ao mesmo tempo levam na trela um lindo cãozinho que mal conseguem segurar, que não para de ladrar e abocanhar o ar?

Quando a minha prima tinha pouco mais de 2 anos foi mordida num braço por um Labrador, já viram se eu fosse preconceituoso ao ponto de generalizar aquele “ataque” a todos os Labradores e tivesse o poder de fazer leis? Achariam justo os vossos adoráveis Labradores serem alvo de toda a descriminação que os donos de adoráveis “potencialmente perigosos” o são?

Aqui em Faro á dias uma senhora de idade foi assaltada por um casal de romenos que a amarraram numa cadeira e lhe tiraram todos os pertences de valor de sua casa. Vamos generalizar e vamos criar uma lei para que os romenos andem de mordaça e algemados na rua? Não faz sentido pois não? É racismo não é? Qual a razão para os estarmos a fazer com animais que a única culpa que tem é não terem tido a sorte de terem um dono que os educasse com responsabilidade?

Deixemo-nos de generalizações e preconceitos!

A conclusão que chego é que a Safira não é “potencialmente perigosa” mas sim “potencialmente em perigo”.